Notícias

Chevrolet Prisma: Um novo olhar

Foto: Luiz Humberto Monteiro Pereira/Carta Z Notícias

01.mar.2013

Chevrolet Prisma: Um novo olhar

Categoria: Notícias

Com menos de seis meses de mercado, o Onix já é um sucesso de público. Após acumular bons números nos últimos meses do ano passado, em 2013 o hatch já aparece até no “top 5” de carros mais vendidos no Brasil. Mas, na hora de batizar a versão sedã do Onix, a Chevrolet preferiu não tentar  “pegar carona” na boa fase do hatch. O “Onix sedã” herda um nome usado na história recente da marca no mercado nacional: Prisma. A mesma denominação do sedã que usava a plataforma do hatch “basicão” Celta, que deixou de ser produzido no final do ano passado. Na nova linha Onix/Prisma, a estratégia do hatch e do sedã é basicamente a mesma. Ou seja, unir design moderno, lista de equipamentos recheada e foco no público jovem – atributos que já deram certo no Onix.

Apesar de manter o mesmo nome do três volumes derivado do Celta, o novo Prisma se distancia bastante do seu antecessor. Assim como o Onix, o novo sedã não quer brigar no segmento de modelos de entrada – papel que fica restrito ao Celta entre os hatches e ao Classic na linha de três volumes da Chevrolet.

Em linhas gerais, o Prisma é basicamente um Onix com um porta-malas protuberante. Usa a mesma plataforma, também compartilhada por Cobalt, Sonic e Spin, mas com medidas semelhantes às do Onix, como a distância entre-eixos de 2,53 metros e da largura de 1,71 m. O comprimento, evidentemente, é maior. São 30 cm extras para acomodar o porta-malas – o que leva o comprimento a alcançar os 4,28 metros. O bagageiro, por sua vez, carrega 500 litros, contra os 280 litros do Onix. Apesar da grande vantagem em termos de espaço, o porta-malas agrega apenas 12 quilos a mais ao sedã em relação ao Onix – o novo sedã na versão LTZ tem 1.079 quilos. Em relação ao antigo, o atual Prisma tem entre-eixos 9 cm maior, é 7 cm mais largo, 16 cm mais comprido e carrega 61 litros de bagagem a mais. A adoção da nova plataforma,  a chamada GSV – de “global small vehicles” ou pequenos veículos globais –, também fez bem à rigidez torcional do carro, que ficou 25% melhor em relação ao extindo sedã.

Em termos de design, a dianteira é a mesma do Onix, com a grade bipartida, os faróis afilados e o capô curto e inclinado. As diferenças surgem apenas na parte de trás do sedã. A traseira é curta, o que dá um visual esportivo ao Prisma. Os vincos marcantes na altura das lanternas também ajudam a passar uma imagem mais agressiva ao três volumes. As lanternas são semelhantes às do hatch, ligeiramente mais esticadas. No interior, o painel é rigorosamente o mesmo, com os instrumentos com elementos digitais e diversos porta-objetos espalhados pela cabine.

Fonte: MotorDream

Link:
‹Anterior Próximo ›

NOVA CHEVROLET

O Grupo Nova, que desde 1993, representa a marca Chevrolet conta com concessionárias certificadas com “Nível A” pela General Motors nas cidades de São Paulo, Ribeirão Preto, Campinas e São José do Rio Preto. Visite também nossa loja virtual: www.lojachevroletnova.com.br

Copyright © Nova Chevrolet. Todos os direitos reservados.